Recreio
Busca
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio

Por que a Pixar deixou de fazer os clássicos erros de gravação nas animações?

Os momentos hilários foram inclusos em apenas três animações da Pixar; entenda os detalhes!

por Izabela Queiroz

Publicado em 16/06/2024, às 12h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Buzz em cena de 'Toy Story 2', terceira animação da Pixar - Reprodução/ Pixar
Buzz em cena de 'Toy Story 2', terceira animação da Pixar - Reprodução/ Pixar

Risadas em momentos inoportunos, texto lido errado, situações constrangedoras ou engraçadas: essas são algumas das ações vistas nos erros de gravação de séries e filmes, que muitas vezes são apresentadas ao público em algum conteúdo extra, ou então, durante os créditos finais das produções cinematográficas.

No entanto, o compilado de momentos divertidos que ficam de fora do conteúdo principal, não aparecem apenas em obras em live-action, mas também, em animações, como os amantes dos desenhos da Pixar puderam notar nos primeiros longas-metragens do estúdio, onde personagens como Woody, Flik e Mike Wazowski surgiram em situações inesperadas.

O primeiro filme da Pixar que inseriu os adorados erros de gravação foi ‘Vida de Inseto’, lançado em 1998, onde os personagens esquecem falas, são interrompidos por barulhos fora do set de gravação, sofrem pequenos e desastrados acidentes, ou ainda, fazem referência a outras obras do estúdio, como quando Flik fala “ao infinito e além” (frase dita por Buzz Lightyear na franquia ‘Toy Story’), quando está prestes a voar com um dente de leão.

Um ano depois, o estúdio repetiu o feito em sua terceira animação, incluindo brincadeiras de Woody com Buzz ao subir os créditos finais de ‘Toy Story 2’ (1999), onde o caubói se esconde entre as caixas de outros patrulheiros da galáxia na loja de brinquedos, ou então, desenha no capacete do traje de Lightyear, além de outros momentos divertidos com os demais brinquedos de Andy.

Apesar de trazerem os últimos minutos de diversão ao público, os erros de gravação da Pixar pararam ser inclusos em seus filmes, fazendo com que ‘Monstros S.A.’, animação lançada em 2001 fosse a última a incluir as cenas, mostrando o número da peça "Coloque essa coisa de volta de onde veio ou então me ajude" interpretada por Mike e Sully. Relembre!

Por que a Pixar deixou de fazer os clássicos erros de gravação nas animações?

Ainda que alguns fãs da Pixar se lembrem dos erros de gravação e sintam saudade, a escolha pela qual o estúdio deixou de incluir as cenas nunca foi explicada, ainda que haja quem diga que é provável que o motivo principal seja o tempo levado para a construção das sequências, já que era necessário que os animadores revissem cenas já criadas para incluir as ações engraçadas e desastrosas dos personagens. 

Além disso, conforme aponta o Screenrant, há o rumor de que a decisão tenha sido tomada pela opinião de John Lasseter, o diretor de criação da Pixar, que, segundo teorias, achava que essa era apenas uma prática ultrapassada.